Arte2

O que é mineração de bitcoins?

Introdução

            Durante o passar do tempo muitos termos utilizados na língua portuguesa sofreram alterações tanto em sua gramática, quanto ao seu sentido, de 2009 até os dias atuais foi adicionado um novo item na lista de significado para a palavra minerador.

          Como foi discutido no primeiro post anterior, que você pode acessar em nosso blog, o Bitcoin e assim como qualquer outra criptomoeda que se baseia em uma rede blockchain, para ocorrer uma transação entre duas pessoas, toda a rede deve validar essa transação, e é nesse ponto que os mineradores digitais entram, mas para entendermos o funcionamento prático deles, temos que dar uma breve introdução sobre a estrutura dos blocos dentro da rede blockchain.

Estrutura dos blocos blockchain

          Quando é solicitado uma transação na rede blockchain, essa transação é reunida junto com outras solicitações de usuários diferentes, as transações são sempre feitas com 3 itens necessários, são eles a chave de quem envia, a chave de quem recebe, e o valor a ser enviado, assim um bloco contem todos esses dados, de cada transação solicitada, além disso dentro do bloco há sempre um código que remete ao bloco anterior, garantindo assim a veracidade desse bloco.

Porém todos esses dados criam uma criptografia, que junto de alguns números aleatórios, formam uma conta matemática extremamente complexa de ser resolvida, pois cada computador precisa descobrir um número aleatório que aliado com as informações do bloco resultam em zero.

Fonte: Evoeducação: <https://evoeducacao.com.br/artigos/blockchain/> Acesso em 31 de maio 2022

Como funciona a mineração?

          A mineração de criptomoedas nada mais é do que um computador ligado resolvendo problemas matemáticos, assim, na rede da bitcoin, sempre que um bloco é fechado, ele precisa ser resolvido, ou seja, todos os computadores ligados a rede, competem para encontrar esse número aleatório, para se ter uma ideia, encontrar esse número é algo tão trabalhoso que milhões de tentativas são feitas por segundo e esse processo de descoberta demora em torno de 10 minutos para acontecer.

          Quando um nó da rede, ou seja, um computador ligado a rede, encontra a solução para essa criptografia, ele comunica ao restante da rede o valor encontrado, e todos os outros nós param de tentar encontrar a solução e começam a trabalhar com o valor encontrado para validar a veracidade desse cálculo, visto que confirmar que o número está correto é extremamente mais simples que encontrá-lo, toda a rede pode validar a descoberta em questão de segundos.

Como o minerador ganha dinheiro?

          Para que a rede blockchain opere com êxito é necessário que haja pessoas dispostos a alocar recursos computacionais para resolver essa criptografia, assim foi criado um incentivo para os mineradores, que é basicamente uma recompensa por ter resolvido os cálculos primeiro, assim, esse usuário recebe uma pequena porcentagem dos valores transferidos naquele bloco, como uma espécie de taxa de serviço pelo uso da rede, assim essa taxa é o que mantém a rede em operação.

          O termo minerador se deu ao fato de que esses usuários ligados a rede surgiam com novas bitcoins, isso se deu ao fato de que, quando Nakamoto colocou a rede bitcoin no ar, o computador que resolvesse o calculo primeiro, recebia 50 novos bitcoins, além da taxa já citada, Em 2012 essa recompensa caiu para 25 BTCs (bitcoins), e a cada 4 anos esse valor é reduzido em 50%, ou seja, em 2016 era gerado 12,5 BTCs, valor que em 2020 caiu para 6,25, em 2024 esse valor ira descer para 3,125 BTCs, esse é o único momento em que um bitcoin é criado, e esse valor vai chegar a zero quando se atingir 21 milhões de BTCs criados. Esse valor foi estipulado por Nakamoto para que não houvesse emissão infinita de bitcoins e assim fazer com que a inflação daqui alguns anos acabe com o valor da criptomoeda.

Fonte: techblog, disponível em: <https://files.tecnoblog.net/wp-content/uploads/2021/01/49622424726_0a3cdf2633_o-1-e1610665424464-700×394.jpg> Acesso em 31 mai. 2022

Como é feita a mineração em 2022, ainda vale a pena?

          Hoje a mineração de bitcoin não é mais feita por computadores comuns, ela é feita através de placas de vídeos, que são utilizadas nessa função pois o processador delas são muito mais eficientes na resolução do tipo de cálculo que é necessário para a mineração, essas placas são ligadas em paralelo, ou seja, elas trabalham juntas formando uma só placa é formado uma espécie de mega placa de vídeo. Além disso há também as chamadas fazendas de mineração, que são galpões extremamente grandes cheias de computadores ligados o tempo todo fazendo contas, para que assim possam ter o maior poder computacional possível, para que possam encontrar a solução da criptografia primeiro. Assim um usuário comum, com seu computador pessoal, ou com algumas placas de vídeos ligadas a rede, dificilmente irá conseguir competir com as gigantes fazendas de mineração, fazendo com que eles tenham mais gastos com energia elétrica para manter o equipamento ligado, do que lucros com a mineração. Hoje existe serviços que um usuário pode ligar sua máquina a outro nó da rede, ou seja o computador desse usuário será ligado em paralelo com outros computadores formando apenas um nó na rede, formando megacomputador espalhado pelo mundo, porém os ganhos se esse nó resolver a criptografia, serão divididos por cada usuário, tornando a mineração para usuários comuns não rentável.

Fonte: Money Times disponivel em:  <https://media.moneytimes.com.br/uploads/2020/08/bitmain-mineracao-cripto.jpg> Acesso em 31 mai. 2022

Autoria: Pedro Minante – bolsista do projeto de pesquisa de iniciação científica sobre blockchain do IFTM-CAUPT sob a coordenação do Prof. Elson de Paula

Referências bibliográficas:
HOLLINS, Steve. Bitcoin para iniciantes: O guia definitivo para aprender e usar bitcoin. Crie uma carteira, compre bitcoin, aprenda o que é blockchain e a mineração de bitcoin. 2018. E-book.

LAWRENCE, Steven. Os segredos do blockchain: o guia definitivo de negócios para dominar o blockchain, bitcoin, criptomoedas, mineração e o futuro da internet. 2019. E-book.

BACK, Adam. Hashcash -A Denial of Service Counter-Measure.2002. Disponível em: <http://www.hashcash.org/papers/hashcash.pdf>. Acesso em: 23 mai. 2022.

Marco. Bitcoin para programadores. Disponível em: https://itsriodejaneiro.gitbooks.io/bitcoin-para programadores/content/blockchain.html>.Acesso em: 23 mai. 2022. Nakamoto. Satoshi Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System. Disponível em < https://bitcoin.org/bitcoin.pdf >. Acesso em: 23 mai. 2022.           

Tags: No tags

Add a Comment

You must be logged in to post a comment